Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Campus São João Evangelista
Início do conteúdo da página

Campus São João Evangelista

Última atualização em Sábado, 14 de Maio de 2016, 16h56

A história do IFMG Campus São João Evangelista, fundado em 27/10/1951, teve início, em 1947, através da idealização dos Doutores Nelson de Sena e Demerval José Pimenta, que juntamente com os Senhores Oswaldo Pimenta, Monsenhor Antônio Pinheiro, Padre Davino Morais e Astrogildo Amaral fundaram a Sociedade Educacional Evangelistana. Em 1950, essa Sociedade, através de um termo de compra e compromisso, adquiriu da Senhora Ondina Amaral um terreno que possuía o nome “Chácara São Domingos” com uma área de 277,14ha. Dava-se início, então, ao que hoje é Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais – Campus São João Evangelista.

No dia 27 de outubro de 1951, foi publicado no Diário Oficial da União, um convênio entre a União e o Estado de Minas Gerais para a instalação da “Escola de Iniciação Agrícola de São João Evangelista, então subordinada à Superintendência de Ensino Agrícola e Veterinário do Ministério da Agricultura.

Em 1954 ocorreu a transferência definitiva da “secretaria”, que funcionava no antigo sobrado do município de São João Evangelista-MG para o terreno da Escola de Iniciação Agrícola, no atual prédio escolar.

Em 1º de março de 1962, teve início com quinze alunos, a 5ª série (antigo ginasial) do então curso de “Mestria Agrícola”. Nesse mesmo ano compôs-se o hino da Escola de autoria de Luiz Gonzaga Gonçalves e José Luiz Gonçalves, o saudoso “Zé Passarinho”, cuja vida é um pouco da história desta Escola e também de São João Evangelista. Em 1964 altera-se a denominação de Escola de Iniciação para Ginásio Agrícola.

Em 1965 ocorreu a formatura da primeira turma em nível de grau “Mestre Agrícola”. Essa turma era composta de 10 estudantes. Foi transferida para o Ministério de Educação e Cultura através do decreto nº 60.731 de 19 de março de 1967.

Em 1978 foi autorizado, pela portaria nº 17, de 27 de fevereiro de 1978, da Coordenação Nacional do Ensino Agropecuário (COAGRI), o funcionamento do curso Técnico em Agropecuária, que teve seu início no mesmo ano, em março. O objetivo deste curso, quando de sua criação, foi qualificar jovens para o desempenho tecnológico na área primária, contribuindo assim para o melhor atendimento das necessidades do homem, e, consequentemente, fortalecendo o desenvolvimento econômico do país.

No ano seguinte, pelo decreto nº 83.995 de 4 de setembro de 1979, foi alterada a denominação de Ginásio Agrícola para Escola Agrotécnica Federal de São João Evangelista-MG.

Em 1980 formou-se a primeira turma do curso Técnico em Agropecuária.

Foi implantado a partir de 1982, o Curso Técnico em Economia Doméstica, que teve sua autorização de funcionamento, determinada pela portaria nº 47, de 24 de novembro de 1982, da Coordenação Nacional de Ensino Agropecuário (COAGRI), e posterior regularidade de estudos através da portaria nº101, de 21 de maio de 1986, da Secretaria de Ensino de 1º e 2º Graus do Ministério da Educação e Cultura. Este curso teve como objetivo preparar técnicos capazes de atuar junto às famílias, orientando-as na assistência técnica em empresas públicas e privadas, dentro da sua área de formação.

No ano de 1983, o Governo do Estado autoriza a doação do terreno Chácara São Domingos para a União, sendo que ano seguinte, 1984, acontece a formatura da primeira turma do curso Técnico em Economia Doméstica.

A Fundação da Associação dos Servidores Públicos da EAFSJE-MG, ocorrida em 1985, foi um grande passo na luta pela organização dos servidores da Escola Agrotécnica.

Pela Lei nº 8.731, de 16 de novembro de 1993, a Escola Agrotécnica Federal de São João Evangelista-MG, passou a ser uma Autarquia vinculada ao Ministério da Educação e do Desporto, nos termos do artigo 20 do anexo 01, ao decreto 2.147, de 14 de fevereiro de 1997.

Através da portaria nº 25, de 18 de maio de 1999, da Secretaria de Educação Média e Tecnológica do Ministério da Educação, foi autorizado o funcionamento do Curso Técnico em Informática na Escola Agrotécnica de São João Evangelista. O primeiro curso de nível Pós-Médio, foi implantado em agosto de 2000, com uma turma de 30 alunos e com duração de um ano e meio.

Em 26 de maio de 2000, foi criada a Fundação Oswaldo Pimenta de Apoio ao Ensino Pesquisa e Extensão (FUNOPI) com o objetivo de ampliar as ações da EAFSJE-MG como agente de desenvolvimento regional.

Em 2005, é aprovada, pelo Ministério da Educação, a criação do primeiro curso superior da instituição, o curso de Tecnologia em Silvicultura – Portaria n 212 – DOU de 08/12/2005.

No dia 29 de Dezembro de 2008, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a lei nº 11.892 que instituiu, no Sistema Federal de Ensino, a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Os Institutos nascem com 168 campi, sendo objetivo do Ministério da Educação chegar a 2010 com 354 escolas técnicas em funcionamento. No mesmo período, as vagas serão ampliadas de 215 mil para 500 mil, aumentando as oportunidades de educação, principalmente no âmbito do ensino técnico e dando ênfase também à pesquisa e à extensão.

O IFMG Campus São João Evangelista é uma instituição pública federal que tem como missão consolidar-se como um centro de educação, promovendo o desenvolvimento humano e contribuindo para o progresso. Para tanto o campus tem em seu corpo docente professores altamente qualificados  com títulos de mestrado e doutorado, e ainda uma equipe administrativa e pedagógica capacitada a conduzir o aluno ao sucesso profissional.

 

O IFMG Campus São João Evangelista oferece os seguintes cursos:


Nível Técnico Integrado:

Agropecuária
Manutenção e Suporte em Informática
Nutrição e Dietética

Nível Técnico Subsequente (EAD):

Artesanato
Florestas
Reciclagem

Nível Superior:

Agronomia
Licenciatura em Matemática
Engenharia Florestal
Sistemas de Informação

Fim do conteúdo da página